‘Toda babada’: o depoimento polêmico sobre masturbação exibido em horário nobre da TV Globo há 18 anos

Em um sábado de julho de 2006, ainda na primeira semana de ‘Páginas da Vida’, novela das 21h – na época, 20h – de Manoel Carlos , uma situação chocou o povo brasileiro. Mais especificamente, um relato. Para quem não se lembra, a obra tinha o costume de apresentar depoimentos de pessoas comuns ao final de cada capítulo, trazendo mais densidade e realidade para a narrativa dramática. Uma dessas pessoas era a babá Nelly dos Santos, que contou uma história sobre masturbação!

Nelly contou quando se masturbou pela primeira vez em horário nobre

É importante destacar que, há 18 anos, os debates a respeito da masturbação feminina não eram tão poderosos quanto atualmente. Principalmente, se pensarmos na internet precária da época e a falta de acesso dos internautas à diversos conteúdos. Nelly foi bastante prejudicada em sua vida pessoal, após ser exibida em horário nobre falando sobre quando se masturbou pela primeira vez.

Os depoimentos no final de “Páginas da Vida” eram de pessoas que compartilhavam suas experiências de vida, muitas vezes relacionadas aos temas abordados na novela. Esses temas incluíam superação de dificuldades, perda, maternidade, deficiência, preconceito, adoção e sexualidade. No dia 15 de julho, Nelly apareceu ao final do capítulo. “Esse negócio das pessoas dizerem que têm que gozar junto, que é isso que faz neném, é tudo mentira, porque fiquei dos meus 14 aos 45 anos sem gozar”, iniciou ela, à frente do seu tempo.

“Pra mim era tudo normal… O homem terminava, e eu também. Eu colecionava discos do Roberto Carlos e, aos 45 anos, ganhei um LP dele. Botei na vitrola a música Côncavo e Convexo e fui dormir. Quando acordei, estava com a perna suspensa, a calcinha na mão e toda babada. Comentei com as amigas, elas disseram: ‘Você gozou!’. Aí é que vim saber o que era gozo. Moral da história: sou uma mulher de 68 aos, que homem pra mim não faz falta, eu mesma dou meu jeito”, complementou a babá, sem medo de abordar a temática.

Autor e diretor de novela se desculparam publicamente e Nelly perdeu emprego por polêmica

O relato, claro, causou burburinho nas redes sociais – mesmo as limitadas da época! – e o próprio Manoel Carlos, além do diretor Jayme Monjardim deram entrevistas se desculpando pela seleção do vídeo. “Reconheço que deveria ter feito alguns cortes, procedido à uma edição, ou simplesmente substituído o depoimento por outro. Cometi um erro de avaliação, mas involuntariamente. Posso garantir que isso não voltará a acontecer”, garantiu o autor, na ocasião, ao Globo online.

Tempo depois, em entrevista ao programa ‘A Tarde é Sua’, da RedeTV!, Nelly lamentou a situação e expôs que havia perdido seu empredo de babá, em uma casa que trabalhou por oito anos: “Eu tinha uma vida muito tranquila, nunca dependi de ninguém, agora perdi o emprego por causa disso. Minhas contas estão todas atrasadas, nunca passei por isso”.

A senhora ainda ressaltou que fez um depoimento de uma hora e que os cortes polêmicos não foram sua escolha. “Não sabia que iria dar essa confusão! Aconteceu tudo isso porque falei todas essas coisas da minha vida no [linguajar] popular. Se fosse numa linguagem mais difícil, ninguém falaria nada. Se eu aparecesse como traficante ou roubando, tudo bem, mas eu falei sobre a minha vida. O Manoel Carlos viu esse vídeo, ele poderia ter cortado isso, ele sabe mais do que eu sobre essas coisas”, explicou ela.

Share with your friends!

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *