‘Água nojenta com gente morta’: Pedro Scooby desabafa após atuar em resgates em enchente no RS

 

Pedro Scooby se voluntariou e foi pessoalmente até o Rio Grande do Sul ajudar no resgate de pessoas que perderam tudo na tragédia da maior enchente enfrentada pelo estado.

O surfista de ondas gigantes passou quase uma semana no local usando barco e jet ski próprios para os resgates. Apesar disso, Scooby foi criticado nas redes sociais. Para alguns, o atleta decidiu viajar em troca de autopromoção.

Neste domingo (12), já em sua casa no Rio de Janeiro, o marido de Cintia Dicker, que também chegou a ser alfinetado por Luana Piovani, usou a sua rede social para um desabafo.

Antes, porém, mostrou o cachorro que encontrou e resgatou em meio à enchente e que decidiu levar para casa e adotar. Veja fotos na galeria acima!

‘Água nojenta, com gente morta e cachorro morto’

O desabafo de Pedro Scooby foi motivado por comentários que o surfista leu em redes sociais, durante a viagem de volta. Entre eles, alguns sugeriam que ele só tinha ido para o Sul para aparecer e por ter recebido dinheiro de patrocinadores. No relato, Scooby voltou a falar sobre o drama que todo o povo daquela região está vivendo.

“Deixa eu explicar uma coisa pra vocês: eu liguei para o Chumbinho [Lucas Chumbo], que já estava pensando nisso. [E falamos] ‘vamos’. A gente recrutou nossos amigos, nossa equipe, a gente botou nosso jet ski, nosso equipamento – que é caro pra caramba – para jogo. A gente botou tudo do nosso bolso. A gente gastou dinheiro do nosso bolso para ir pra lá. A gente ajudou a atrair pessoas do Brasil todo para lá. E a gente fez isso do nosso coração. A gente estava numa água nojenta, com gente morta, com cachorro morto, pra salvar vidas. E a gente fez isso”, disparou.

O surfista explicou que o dinheiro usado para ir até lá fazer os resgates vem sim dos patrocinadores que o pagam pelo trabalho que ele faz como atleta. “Graças a eles tenho dinheiro, pude botar meu equipamento em risco e, se precisasse, comprar outro. Eu pude ajudar várias pessoas lá. Pude ajudar no hospital de campanha veterinário que estão fazendo para os animais que estão sendo resgatados. Eu pude ajudar várias outras entidades”, afirmou.

E completou: “Hoje, enquanto eu estava vindo para o Rio, uma carreta de água com 35 mil latas está chegando lá. É da marca que sou sócio, a Mamba Water. Tenho orgulho de termos um projeto que é levar água potável para lugares que estão sem acesso”.

Visivelmente irritado, Scooby avisou: “Eu não quero nada para mim. Para mim quero através do meu trabalho, que é pegar onda gigante. O resto, o que eu puder dividir com os outros, eu quero. Porque essa é a minha essência”.

 

 

ALSO WE HAVE

Share with your friends!

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *